Este Portal é uma iniciativa do Sinaenco, não tendo qualquer ligação com a Fifa e suas atividades
bullet Notícias

"Mascote de 2014 deve ser mais moderno que saci e pelezinho"

Em entrevista, designer André Stolarski diz ser difícil agradar a todos

Tamanho da letra
Larissa Haack
postado em 17/07/2009 12:50 h
atualizado em 01/09/2009 17:50 h

O mascote da Copa de 2014 é uma incognita. O desenhista Mauricio de Souza declarou que vai sugerir seu personagem Pelezinho. E em campanha online a entidade Sosaci quer promover a figura do Saci como símbolo do evento. Designer brasileiro, também diretor da ADG, André Stolarski é formado em arquitetura pela FAU/USP e autor de diversos projetos premiados nas áreas gráficas e de programação visual. Nesta breve entrevista, ele comenta as especulações sobre o futuro mascote de 2014.

O que você acha do Pelezinho como mascote?
Não acho ruim, mas é importante ressaltar que ocasiões como grandes eventos são oportunidades de revitalizar a relação simbólica das pessoas com a cultura do país. É importante dar oportunidade de modernizar símbolos culturais e criar símbolos novos.

Sobre o Saci?
Acho muito natural que façam campanhas do tipo. É um sintoma do evento como um marco simbólico. É um bom exemplo, pois une cultura do Brasil, folclore etc. Um mascote de Copa deve unir muita coisa para representar a identidade do país, como a imagem do país, a imagem de sua relação com o esporte, cultura... De modo geral as entidades abrem concursos com pessoas especializadas para julgar o trabalho de quem quiser participar. Desse julgamento é escolhido que fará a identidade visual e o mascote. Este é o processo mais adequado e justo. Acredito que nada do que já está estabelecido possa ser melhor do que aquilo que ainda pode ser criado.

O que acha da discussão entre essas duas sugestões?
Embora o Pelé seja símbolo do futebol do Brasil, ele não é tão atual e talvez não passe a modernidade e atualização e renovação do futebol brasileiro. Isso deve ser levado em consideração. O Saci é muito interessante, é ágil, malandro, tem um problema: uma perna só, mas ao mesmo tempo é um personagem cujos vínculos religiosos podem gerar polêmica e desconforto. O Brasil tem muita capacidade e criatividade, o Sol dos jogos Panamericanos, por exemplo, foi especialmente criado para representar a ocasião, foi uma vantagem muito grande na hora da escolha.

Se fosse escolher um mascote, qual seria?
Este tipo de discussão gera muita polêmica. Sempre vai ter quem goste e quem não goste. É difícil agradar a todos.

Entrevista originalmente publicada em 08/05/2009.





 
nosso time
realização
Sinaenco - Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva
tecnologia e criação
XY2 | Agência Digital
hosting
Telium Networks
segurança da informação
LSI TEC - Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico
 
patrocínio
Gerdau
 
apoio
ArcelorMittal
 
Resolução Mínima de 1024x768 - © Copyright 2009 portal2014.org.br Todos os direitos reservados.