Este Portal é uma iniciativa do Sinaenco, não tendo qualquer ligação com a Fifa e suas atividades
bullet Notícias

Investimentos para a Copa de 2014 devem somar R$ 20 bilhões

Governos federal, estaduais e municipais firmam acordo para a Copa de 2014

Lula discursa observado por Ricardo Teixeira, prefeitos e governadores (crédito: Foto: José Cruz/ABr )
Tamanho da letra
Daniela Martins - Brasília
postado em 13/01/2010 23:23 h
atualizado em 14/01/2010 11:53 h

O presidente Lula, o ministro do Esporte e os representantes das 12 cidades-sede assinaram hoje (13/1) um acordo de cooperação para a Copa do Mundo de 2014. O evento aconteceu no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

O PAC da Copa prevê investimentos em transportes, hotéis e estádios. As obras de mobilidade urbana terão o maior orçamento, R$ 11,48 bilhões. Deste total, R$ 7,68 bilhões virão do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e o restante, de estados e municípios. Segundo o ministro das Cidades, Márcio Fortes, 30% desse valor será aplicado no transporte sobre trilhos. A criação de terminais turísticos nos portos de cidades-sede, como Salvador e Rio de Janeiro, custará R$ 677 milhões.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) abriu uma linha de crédito de R$ 4,8 bilhões para as reformas nos estádios. O banco vai disponibilizar R$ 1 bilhão para o setor hoteleiro por meio da linha BNDES ProCopa Turismo, também lançada hoje.

De acordo com o presidente Lula, os projetos têm que ser concluídos até junho de 2013, um ano antes da Copa do Mundo e às vésperas da Copa das Confederações, que será realizada em 2013, também no Brasil. Lula destacou que, ao assinar o acordo, os governante se comprometem a entregar as obras dentro dos prazos acertados com a Fifa. “Estamos firmando com a sociedade brasileira o compromisso de fazer a melhor Copa do Mundo”, afirmou.

Trabalho para presos e ex-detentos
Na cerimônia, também foi assinado um acordo entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministério dos Esportes e o Comitê Organizador da Copa (COL) para a contratação de presos, pessoas que cumprem penas alternativas, ex-detentos e adolescentes em conflito com a lei nas obras e serviços necessários para a realização do Mundial nas 12 capitais brasileiras que sediarão os jogos. O texto prevê que 5% das vagas de trabalho sejam destinadas para esses casos e visa à ressocialização dos que passaram pelo sistema carcerário.

Comitê gestor
Lula assinou também o decreto de criação do Comitê Gestor do Plano Estratégico das Ações do Governo Brasileiro para a Realização da Copa do Mundo de 2014 (CGPEAC). A função do novo comitê é garantir a eficiência e a transparência nas obras de preparação para o Mundial de futebol. O comitê será formado por 20 órgãos do governo federal. O CGPEAC contará ainda com um grupo de trabalho que vai coordenar e consolidar as ações, estabelecer metas e monitorar resultados.

O novo comitê será formado pelos seguintes ministérios e órgãos governamentais:
- Advocacia-Geral da União
- Casa Civil
- Controladoria-Geral da União
- Ministério das Cidades
- Ministério da Ciência e Tecnologia
- Ministério das Comunicações
- Ministério da Cultura
- Ministério da Defesa
- Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior
- Ministério do Esporte (coordenador do comitê)
- Ministério da Fazenda
- Ministério da Justiça
- Ministério do Meio Ambiente
- Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
- Ministério das Relações Exteriores
- Ministério da Saúde
- Ministério do Trabalho e Emprego
- Ministério dos Transportes
- Ministério do Turismo
- Secretaria Especial dos Portos





 
nosso time
realização
Sinaenco - Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva
tecnologia e criação
XY2 | Agência Digital
hosting
Telium Networks
segurança da informação
LSI TEC - Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico
 
patrocínio
Gerdau
 
apoio
ArcelorMittal
 
Resolução Mínima de 1024x768 - © Copyright 2009 portal2014.org.br Todos os direitos reservados.