Este Portal é uma iniciativa do Sinaenco, não tendo qualquer ligação com a Fifa e suas atividades
bullet Notícias

Arena da Amazônia é entregue com 98% concluída

Mesmo com obra inacabada, estádio é aprovado pela maioria dos torcedores que foram ao local

Público chegando na Arena da Amazônia (crédito: Jackeline Farah)
Tamanho da letra
Jackeline Farah - Manaus (AM)
postado em 10/03/2014 16:06 h
atualizado em 10/03/2014 16:06 h

Com duas datas reagendadas e quatro anos de obra, a Arena da Amazônia foi entregue neste domingo, dia 09 de março, ao torcedor amazonense que prestigiou o jogo entre Nacional (AM) x Remo (PA), pelas quartas de final da Copa Verde. Com um público de 23 mil que aprovou o novo estádio. De acordo com a UGP o estádio está 98% concluída, faltando apenas acabamentos em alguns camarotes. 

Os primeiros torcedores chegaram cedo ao estádio, a exuberância da nova arena impressiona e encanta quem chega. Desde a rampa de acesso 300 voluntários da universidade estadual do Amazonas ajudavam o torcedor encontrar seu acento. Eles foram selecionados através de processo seletivo e receberam treinamento durante uma semana para conhecer cada espaço no novo estádio. Jéssica Fernandes, 20, acadêmica de turismo, foi uma das voluntárias que com um sorriso no rosto também se divertiu na tarde de trabalho. “Me inscrevi por curiosidade mas agora quero ser voluntária na copa do mundo. É muito gratificante atender as pessoas e receber um agradecimento e o sorriso de satisfação das pessoas, além de ser um prazer está participando de um momento histórico da cidade”, disse a estudante. 

Entre o grupo de voluntários, os franceses Gabriel Capitano e Terry Boudan, estudantes de mestrado de engenharia ambiental e mecânica apaixonados por futebol e pelo Brasil, não pensaram duas vezes em se inscrever para serem voluntários no jogo de inauguração da Arena da Amazônia, e já se estão na lista a disposição de voluntários para os jogos da Copa do Mundo. 

Dos 23 mil lugares ocupados, 10 mil foram disponibilizados aos operários que trabalharam na construção do novo estádio, que puderam levar 2 membros da família. Claudinor Araújo, 32, eletricista levou o filho para acompanhar o jogo e se emocionou ao entrar na arena como convidado. “É muita emoção, ver que um local que nos construímos hoje passa a servir outras pessoas e vê alegria dessas pessoas aqui, é o resultado do nosso trabalho, estou muito feliz em está fazendo parte dessa história”, declarou emocionado o operário. 

Inspirado no cesto indígena, a Arena da Amazônia impressionou a todos, mas também foi alvo de critica dos torcedores que precisaram utilizar serviços simples como compra de bebidas e lanches. Filas enormes e lentas tiraram a paciência do torcedor. De acordo com a coordenação do novo estádio, o evento foi o primeiro teste e mesmo com falhas foi considerado positivo. Segundo a Unidade Gestora da Copa, ainda serão realizados mais três jogos no estádio e todas as falhas serão solucionadas até o mês de maio.

A Arena será palco de quatro jogos da fase de grupos da Copa do Mundo da Fifa - Inglaterra x Itália, Honduras x Suiça, Portugal x Estados Unidos e Croácia x Camarões. 





 
nosso time
realização
Sinaenco - Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva
tecnologia e criação
XY2 | Agência Digital
hosting
Telium Networks
segurança da informação
LSI TEC - Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico
 
patrocínio
Gerdau
 
apoio
ArcelorMittal
 
Resolução Mínima de 1024x768 - © Copyright 2009 portal2014.org.br Todos os direitos reservados.