Este Portal é uma iniciativa do Sinaenco, não tendo qualquer ligação com a Fifa e suas atividades
bullet Notícias

500 dias para a Copa 2014: confira o andamento de 101 obras do Mundial

Dos projetos da Matriz de Responsabilidades, 69 estão em andamento e 14 ainda não começaram

Obras da Arena Pernambuco atingiram 83%: plano de aceleração (crédito: Eduardo Martino)
Tamanho da letra
Diego Salgado
postado em 27/01/2013 18:26 h
atualizado em 29/01/2013 21:22 h

Confirmado como país-sede da Copa do Mundo 2014 há exatos 1.918 dias - ou 63 meses -, o Brasil concluiu apenas doze projetos ligados à competição. Agora, a 500 dias do jogo de abertura, que será realizado no dia 12 de junho de 2014, o país ainda precisa executar 83 obras - catorze nem começaram e 69 estão em andamento. No total, são 101 projetos relativos à mobilidade urbana, aos estádios e aos aeroportos. Seis foram excluídos da Matriz de Responsabilidades.

Os projetos de mobilidade urbana estão no topo da lista dos atrasados. Dos 58 projetos, apenas um foi concluído: um viaduto no entorno da Arena Pernambuco. Oito ainda não saíram do papel e 44 estão em andamento. O destaque positivo é Belo Horizonte e Recife, que iniciaram todas as obras previstas para a Copa. Na outra ponta, estão Brasília, Manaus, Natal e São Paulo, que tiveram projetos excluídos da Matriz, com conclusão adiada para depois do Mundial.

Dos doze estádios da Copa do Mundo, dois foram entregues em dezembro do ano passado: o Castelão, em Fortaleza, e o Mineirão, em Belo Horizonte. Quatro tiveram a data de conclusão alterada: Arena Pernambuco (83% de conclusão), Fonte Nova (92%), Mané Garrincha (87%) e Maracanã (80%). Os estádios, que completam a lista dos seis arenas da Copa das Confederações, tinham prazo de término marcado para o final de 2012. Agora, serão entregues entre março e abril deste ano.

O restante das cidades-sede, Cuiabá/Arena Pantanal (55%), Curitiba/Arena da Baixada (55%), Manaus/Arena da Amazônia (50%), Natal/Arena das Dunas (50%), Porto Alegre/Beira-Rio (55%) e São Paulo/Arena Corinthians (62%) irão finalizar suas obras até dezembro de 2013.

Nos aeroportos da Copa - treze no total -, serão 30 obras até o Mundial. Nove já foram entregues, incluindo quatro MOPs (Módulos Operacionais Provisórios). Em Brasília, a Infraero também finalizou a reforma no corpo central do aeroporto. Em Curitiba, foram concluídos os trabalhos na pista de pouso e decolagem. Em Cumbica, a estatal entregou a ampliação do sistema de pistas, além da implantação do terminal de passageiros 4 e a terraplanagem do Terminal de Passageiros 3. 

A Infraero dá andamento a mais onze obras, enquanto a iniciativa privada está à frente de quatro empreendimentos. Das sete obras não iniciadas, uma ainda está na fase de projetos: a reforma e ampliação do terminal de passageiros do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. A cidade também teve uma intervenção excluída, a ampliação da pista de pouso e decolagem. Quatro aeroportos estão com o processo licitatório praticamente finalizado: são duas obras em Confins (Belo Horizonte), além de um projeto em Curitiba, Recife e Salvador cada.

Confira o panorama em cada setor e em cada cidade-sede:

Estádios

Belo Horizonte
O Mineirão foi concluído no dia 21 de dezembro de 2012, após 29 meses em obras. 

Brasília
O Estádio Nacional Mané Garrincha seria entregue em dezembro. A conclusão ocorrerá, agora, em abril. Os trabalhos estão 87% executados e concentram-se na montagem da cobertura, com a instalação de 48 treliças da cobertura.

Cuiabá
A Arena Pantanal está com 55% de execução e apresentou o menor ritmo de obras de 2012, com menos de 2 pontos percentuais por mês. O estádio será entregue em dezembro deste ano.

Curitiba
Com 55% de conclusão, a Arena da Baixada também terá de aumentar o ritmo de obras. No ano passado, os trabalhos avançaram apenas 18 pontos percentuais. Agora, 45% da obras precisa ser executada em 11 meses.

Fortaleza
Estádio mais avançado da Copa durante toda a preparação, o Castelão foi entregue no dia 16 de dezembro de 2012.

Manaus
A Arena da Amazônia figura entre os estádios mais atrasados da Copa, com 50%. Em 2012, avançou apenas 20 pontos percentuais.

Natal
A Arena das Dunas chegou à metade da execução no começo deste ano. Agora, a capital potiguar tem 11 meses para concluir os 50% restantes.

Porto Alegre
Um dos seis estádios que serão usados apenas na Copa do Mundo, o Beira-Rio apresenta 55% de conclusão. O término está previsto para dezembro deste ano. A principal frente de trabalho ocorre nos quadrantes da arquibancada inferior.

Recife
A Arena Pernambuco, garantida na Copa das Confederações, chegou a 83% de execução. Um plano de aceleração foi implantado para que os trabalhos avançassem. A obra alcançou 55 pontos percentuais em 2012.

Rio de Janeiro
O palco da final da Copa das Confederações e do Mundial 2014 não teve o índice atualizado pelo governo do Rio. A última marcação aponta 80% de execução. O Maracanã será entregue em abril e receberá o amistoso Brasil e Inglaterra no dia 2 de junho. Os trabalhos concentram-se na nova cobertura da arena.

Salvador
A Fonte Nova deve ser o próximo estádio finalizado para a Copa das Confederações. Com 92% das obras concluídas, os trabalhos estão na fase de acabamento. A reabertura ocorrerá no final de março.

São Paulo 
A Arena Corinthians atingiu 62% de execução neste mês. O estádio será entregue à Fifa com 92% de conclusão em relação ao projeto do Corinthians. Os trabalhos devem ser finalizados até dezembro deste ano e, segundo o governo paulista, cumprirão todas as exigências da entidade.

Obras de terraplenagem em Cumbica foi entregue pela Infraero (crédito: Infraero/Divulgação)


Aeroportos (31 projetos/obras)

Belo Horizonte
O aeroporto de Confins tem três obras previstas. O terminal principal é ampliado há 15 meses. Já os trabalhos de ampliação da pista e do sistema de pátio devem começar em breve, pois a licitação já foi concluída. O processo licitatório relativo ao terminal 3 ainda está em andamento.

Brasília
Na capital federal, a Infraero é responsável por duas obras no JK, já finalizadas: a implantação do MOP e a reforma no corpo central do terminal. A ampliação do terminal está a cargo da concessionária que venceu o leilão pelo aeroporto.

Cuiabá
O aeroporto Marechal Rondon tem duas intervenções previstas para a Copa. Uma está concluída: a do MOP. A outra está em andamento: a reforma e ampliação do terminal de passageiros, além da adequação do sistema viário e da construção do estacionamento.

Curitiba
Serão três obras no Afonso Pena. A ampliação do terminal está na fase final de licitação. A restauração da pista foi concluída pela Infraero, enquanto a ampliação do pátio está em execução.

Fortaleza
Único projeto da Copa, a ampliação do terminal do aeroporto Pinto Martins ocorre desde junho de 2012, com conclusão prevista para dezembro deste ano.

Manaus
Em obras no terminal desde novembro de 2011, o aeroporto Eduardo Gomes avança na ampliação do terminal de passageiros: 46% dos trabalhos estão concluídos.

Natal
As obras de terraplanagem do aeroporto São Gonçalo do Amarante, sob responsabilidade da Infraero, serão entregues em novembro de 2013. A concessionária construirá o terminal. A primeira fase deve ser entregue até a Copa do Mundo.

Porto Alegre
A capital gaúcha tem as obras mais atrasadas do setor: a ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto Salgado Filho foi excluída da Matriz de Responsabilidades. Já a ampliação do terminal de passageiros ainda está na fase de projetos. A Infraero, porém, entregou uma obra, o MOP.

Recife
A única obra do aeroporto Gilberto Freyre está na fase final da licitação. Ela está ligada à construção da torre de controle. A conclusão dos trabalhos está prevista para dezembro de 2013.

Rio de Janeiro
Todas as três obras estão em andamento. As reformas dos terminais 1 e 2 do Galeão devem ser concluídas até dezembro de 2013. Já a entrega do sistema de pista e pátio está prevista para outubro.

Salvador
O aeroporto baiano tem duas obras em andamento: a construção da nova torre de controle e a ampliação do pátio de aeronaves. Previstos para janeiro de 2014, os trabalhos no terminal, já contratados, serão iniciados em breve.

São Paulo
Em Cumbica, a Infraero concluiu a ampliação do sistema de pistas, além da implantação do Terminal de passageiros 4 e a terraplanagem do Terminal de passageiros 3. A concessionária será responsável pela fase 2 do Terminal 4, além da construção do Terminal 3.

Em Viracopos, a estatal entregou o MOP em agosto de 2011. Como em Guarulhos, agora, uma concessionária está à frente das obras de ampliação do terminal.

 

Mobilidade (58 projetos/obras)

Belo Horizonte (8)
A capital mineira ocupa a liderança no andamento das obras de mobilidade. No total, são oito projetos, todos iniciados. O BRT Cristiano Machado  está 52% executado e deve ser entregue, segundo a Matriz de Responsabilidades, em junho deste ano.

Brasília (2)
O VLT Aeroporto/Asa Sul  foi excluído da Matriz de Responsabilidades e ficará pronto após a Copa do Mundo. A ampliação da via de acesso ao aeroporto JK teve o início dos trabalhos adiado. A conclusão deve ocorrer em dezembro deste ano.

Cuiabá (3)
Após alguns entraves, o VLT Cuiabá/Várzea Grande começou a ser executado. Com 6% de conclusão em novembro do ano passado, o projeto deve ser finalizado em maio de 2014, às vésperas do Mundial. A capital do Mato Grosso ainda tem mais duas obras de mobilidade previstas.

Curitiba (8)
A cidade tem oito obras previstas até maio de 2014. Duas ainda não começaram. O BRT Extensão da Linha Verde Sul tem 6% de conclusão. A previsão era que 88% dos trabalhos estivessem executados até o final de 2012.

Fortaleza (6)
Com seis projetos de mobilidade, a capital cearense iniciou todos os trabalhos. A obra mais avançada é do BRT Avenida Alberto Craveiro, que atingiu 21% de conclusão em novembro de 2012.

Manaus (2)
Assim como Brasília, Manaus também teve seu principal projeto excluído da lista da Copa. O Monotrilho Norte/Centro será entregue após a competição. O mesmo ocorrerá com o BRT Eixo Leste/Centro.

Natal (4)
A capital potiguar também teve um projeto excluído da Matriz: a reestruturação da avenida Engenheiro Roberto Freire. Outras duas obras ainda não começaram. A única intervenção em andamento é o Corredor Estruturante, com 3% de execução e entrega prevista para maio de 2014.

Porto Alegre (11)
Sede com o maior número de projetos de mobilidade, 11, Porto Alegre ainda precisa dar início a duas obras: o prolongamento da avenida Severo Dullius e as vias de acesso ao estádio Beira-Rio. O BRT Bento Gonçalves, iniciado em março de 2012, está com 8% de conclusão.

Recife (7)
Ao lado de Belo Horizonte, a cidade também iniciou todos as obras de mobilidade. Um deles, no entorno da Arena Pernambuco, já foi entregue. Já o BRT Norte/Sul, quase 30% executado, será finalizado até setembro de 2013.

Rio de Janeiro (3)
Além das obras do BRT Transcarioca, com o primeiro lote 53% executado, o Rio ainda terá duas intervenções no entorno do Maracanã. Elas serão finalizadas até maio de 2014. Já o BRT deve estar pronto no final deste ano.

Salvador (2)
A cidade tem apenas dois projetos de mobilidade, ambos ligados à área de entorno da Fonte Nova.
 
São Paulo (2)
A capital paulista completa a lista de projetos excluídos da Matriz. O Monotrilho Linha-17 Ouro  também será concluído após a Copa. São Paulo terá apenas uma obra de mobilidade até o torneio: as intervenções viárias ao lado da Arena Corinthians. Os trabalhos devem ser concluídos até abril de 2014.





 
nosso time
realização
Sinaenco - Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva
tecnologia e criação
XY2 | Agência Digital
hosting
Telium Networks
segurança da informação
LSI TEC - Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico
 
patrocínio
Gerdau
 
apoio
ArcelorMittal
 
Resolução Mínima de 1024x768 - © Copyright 2009 portal2014.org.br Todos os direitos reservados.