This Portal is an initiative of the Sinaenco, having no connection with FIFA and / or its activities
Host cities bullet Manaus
Manaus
Host cities
Manaus

A cidade é ponto de partida para emocionantes passeios ecológicos que apresentam a floresta Amazônica. Muita natureza e prédios históricos compõem a a estrutura da capital amazonense. Manaus tem muito a oferecer aos turistas que procuram um íntimo contato com a exótica fauna e flora da região. Parques ecológicos, passeio de barco até o encontro dos rios Negro e Solimões, trekking na mata agradam os turistas mais radicais, enquanto museus e o Teatro Amazonas cuidam da diversão daqueles que preferem algo mais tranquilo. 


bullet Últimas notícias
Arena da Amazônia goes ahead

Stadium has no more pending issues with TCU

» More news
Arena da Amazonia advances: 45%

Stadium works advanced 2% in 30 days

FIFA chooses World Cup volunteers

Selection begins on June 30 on the internet

It sees surcharge in Arena Amazônia

Entity recommends BNDES to retain loan

Stadium faces a strike in March

List was released on this Friday

Ceará Stadium continues as the more advanced


Quem é quem

Nomes, cargos e currículos de todos os executivos responsáveis pelo êxito (ou fracasso) da Copa de 2014.

» Leia mais!
Desafios da cidade

Atender adequadamente aos turistas durante e após o evento é o desafio da capital do Amazonas

» Leia mais!


bullet Andamento das Obras
Arena da Amazônia
 
Status da obra:
Verde

Montagem da cobertura foi iniciada em julho, com conclusão prevista para outubro


Nova arena substituirá o estádio Vivaldo Lima (Vivaldão), no centro de Manaus. O projeto é de autoria do escritório alemão GMP e inspira-se em elementos da cultura, fauna e flora amazonenses. A capacidade é de 44.310 pessoas.

Custo
: R$ 605 milhões
Contrato: público
Construtora: Andrade Gutierrez

Ficha técnica


Ficha Técnica
Nome oficial:Arena Amazônia / Estádio Vivaldo Lima
Construção:Andrade Gutierrez
Área do terreno:84.000 m²
Área construída:170.000 m²
Área do estacionamento:154.000 m²
Início do projeto2008
Início das obras:2010
Conclusão das obras:2013
ArquiteturaVon Gerkan, Marg und Partners (GMP) - Volkwin Marg, Hubert Nienhoff e Martin Glass (autores); Martin Glass (gerente de projeto), Ralf Amann e Florian Schwarthoff (GMP Brasil); Ausias Lobatón Ortega, Nicolai Reich, Stefan SaB, Sônia Taborda, Helge Lezius, Florian Schwarthoff; Konstanze Erbe, Cláudio Aceituano Husch, Martin Krebes e Dirk Peissl (estudo conceitual); Maike Carlsen, Heige Lezius, Fabian Kirchner, Sophie-Charlotte Altrock, Silke Flassnöcker; Florian Schwarthoff, Veit Lieneweg, Lucia Martinez, Juliana Kleba, Lieselotte Decker, Barbara Düring e Stephanie Eichelmann (projeto básico)
Arquitetura - Projetos ComplementaresGrupo Stadia - Danilo Carvalho (desenvolvimento); Eduardo Guilger, Izabela Hazek, Marcelo Rios, Vinicius Oliveira e Danilo Cosenza (colaboradores).
Estrutura e cobertura:Schlaich Bergermann und Partners
Instalações:Bechthold
Lighting design:Conceptlicht Angerer, Taunreut.
Projeto básicoR$ 14,95 milhões
Mobilidade Urbana
 
Monotrilho Norte/Centro - AM
Status da obra:
Vermelho

De acordo com a nova Matriz de Responsabilidades, obra não será mais executada para a Copa


O monotrilho terá duas linhas: Norte-Centro e Leste-Centro. Obra foi licitada em março de 2011. No entanto, por conta de irregularidades no edital e falhas nos projetos básicos, TCU e CGU pediam a realização de um novo processo licitatório, o que não ocorreu.

O estado manteve a licitação antiga e assinou o contrato em janeiro de 2012. Sem sair do papel faltando pouco tempo para a Copa do Mundo, o governo do Amazonas acabou solicitando a exclusão do monotrilho dos planos da Copa do Mundo, procedimento que já consta na nova versão da Matriz de Responsabilidades (dezembro de 2012).

Custo: R$ 1,554 bilhão
Contrato: público (estado do Amazonas)
Construtora: Consórcio Monotrilho Manaus (CR Almeida, Mendes Júnior e Scomi)

Galeria de fotos


De acordo com a nova Matriz de Responsabilidades, obra não será mais executada para a Copa

Status da obra:
Vermelho


Aeroportos
 
Aeroporto Brigadeiro Eduardo Gomes
Status da obra:
Verde

Obras já estão 55% prontas e seguem o cronograma, diz a Infraero


Reforma e ampliação do terminal de passageiros e adequação do sistema viário.
Conclusão: dezembro de 2013.

Custo: R$ 327,4 milhões
Contrato: público (Infraero)




 
our team
production
Sinaenco - Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva
technology and creation
XY2 | Agência Digital
hosting
Telium Networks
information security
LSI TEC - Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico
 
sponsorship
Gerdau
 
support
ArcelorMittal
 
Minimum resolution 1024x768 - © Copyright 2009 portal2014.org.br All rights reserved.