Este Portal é uma iniciativa do Sinaenco, não tendo qualquer ligação com a Fifa e suas atividades
Cidades-Sede bullet Natal
Natal
Cidades-Sede
Natal

Belas praias e dunas atraem anualmente mais de dois milhões de turistas brasileiros e estrangeiros à Natal. Por conta do ar puro e do clima privilegiado, a capital do Rio Grande do Norte ficou conhecida como “Cidade do Sol”. Com mais de 800 mil habitantes, a cidade passa atualmente por um crescimento demográfico e imobiliário que fortalecem a economia local.

Ficha técnica

Ficha Técnica
Altitude 30 metros
Área 170,298 km²
Densidade4638 hab/km²
EstadoRio Grande do Norte
IDH0,788
Número leitos:27 mil (ABIH)
PIBR$ 8,7 bilhões
População803.811 hab (IBGE 2010)
Rede hospitalar373 estabelecimentos de saúde
bullet Últimas notícias
Do Machadão à Arena das Dunas

Confira as mudanças no estádio de Natal

» Mais notícias
Arena das Dunas atinge 94%

20ª peça da cobertura foi instalada

Arena das Dunas chega a 91%

Obra conta com 18 frentes de trabalho

Manaus tem pior preparação

Portal 2014 analisa todas as obras da Copa

Imagens mostram as frentes de trabalho

Quatro arenas podem descumprir cronograma

Três módulos da cobertura foram montados


Quem é quem

Nomes, cargos e currículos de todos os executivos responsáveis pelo êxito (ou fracasso) da Copa de 2014.

» Leia mais!
Desafios da cidade

A principal questão é como sustentar o estádio após a Copa

» Leia mais!


bullet Andamento das Obras
 
Status da obra:
Verde

Montagem das arquibancadas superiores segue nos setores leste e oeste


Licitação foi concluída em 11 de março de 2011, com a escolha da construtora OAS para realizar as obras e gerenciar o estádio. Para isso a empresa contará com o apoio da Amsterdam Arenas. O projeto básico foi concebido pela empresa internacional Populous Architects. Licitação definiu o prosseguimento do projeto executivo. Arquibancadas flexíveis permitirão remover parte dos 45 mil assentos do estádio.

Custo: R$ 350 milhões
Contrato: PPP (20 anos de concessão)
Construtora: OAS

Ficha técnica


Ficha Técnica
Área do terreno:450.000 m²
Área construída:412.000 m² - 122.000 m² (arena); 290.000 m² (centros administrativos)
Início do projeto:2008
Arquitetura:Populous Architects
Início das obras:junho de 2011
Conclusão das obras:2013
Construção:OAS
Projeto básicoR$ 13 milhões
Instalação das vigasApós a conclusão da terraplenagem, construtora OAS começa instalação das vigas que sustentarão superestrutura do estádio
Mobilidade Urbana
 
Reestruturação da Av. Eng. Roberto Freire - RN
Status da obra:
Vermelho

Obra não vai ficar pronta para a Copa e já foi excluída da Matriz de Responsabilidades


O projeto para adequação da capacidade e dos níveis de serviço da RN-063, conhecida como Av. Engenheiro Roberto Freire, faria com que a via passasse a ter dez faixas, sendo cinco em cada sentido. Túneis e passarelas para pedestres seriam construídos, do viaduto de Ponta Negra até a entrada do Conjunto de Ponta Negra. 

A obra, no entanto, foi retirada da Matriz de Responsabilides da Copa em dezembro de 2012. É que o governo potiguar admitiu que não haveria prazo suficiente para entregar a reestruturação até 2014, e, portanto, migrou a obra para o PAC Mobilidade das Grandes Cidades.

Custo: 221,7 milhões
Prazo: maio de 2014
Construtora: Thenge Engenharia LTDA



A cargo da prefeitura, obras devem começar apenas em junho de 2013

Status da obra:
Amarelo


Aeroportos
 
Aeroporto São Gonçalo do Amarante
Status da obra:
Verde

Primeira etapa da obra (pistas e pátios) está 57% pronta; segunda etapa foi 2% executada


Projetado para ser o maior aeroporto da América Latina e o sétimo maior do mundo, São Gonçalo do Amarante vem sendo pensado desde 2007 para a Copa do Mundo; mas só em 2009 as obras efetivamente começaram. 

Os trabalhos são divididos em duas partes. Da primeira etapa, cuida a Infraero. Da segunda, fica responsável o consórcio Inframérica, formado pela construtora Engevix do Brasil e pela empresa argentina Corporación América, vencedor da concessão.

Primeira fase: desmatamento, terraplanagem, pavimentação, drenagem, proteção vegetal, implantação dos sistemas de pistas e e pátios e infraestrutura dos sistemas de auxílio e proteção ao vôo (Infraero).
Conclusão:
novembro de 2013 

Segunda fase: construção do terminal de passageiros, sistema viário de acesso e obras complementares (concessionária).
Conclusão: junho de 2014

Custo: R$ 792,55 milhões (Infraero: R$ 174,44; Concessionária: R$ 618,11 milhões)
Contrato: público-privado

Galeria de fotos



bullet Atrações Turísticas
Praias de Natal
Memorial Câmara Cascudo
Forte dos Reis Magos
 
nosso time
realização
Sinaenco - Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva
tecnologia e criação
XY2 | Agência Digital
hosting
Telium Networks
segurança da informação
LSI TEC - Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico
 
patrocínio
Gerdau
 
apoio
ArcelorMittal
 
Resolução Mínima de 1024x768 - © Copyright 2009 portal2014.org.br Todos os direitos reservados.